quinta-feira, 6 de abril de 2017

Viagem ao Egito - Julho de 2017 - transforme seu sonho em realidade

Dia: City Tour (manhã, tarde e noite)


                    o Visita ao Museu do Cairo.
                    o Visita ao Bairro Copta.
                    o Visita à Cidadela de Saladino e Mesquita Mohamed Ali (Mesquita de Alabastro). Almoço incluído.
                    o Show dos Dervixes


Noite: SHOW – mostra de dança, competição e show; banda ao vivo. Bailarinas de cinco continentes do FESTIVAL AHLAN WA SAHLAN.


                    DIA 16 Domingo - Cairo

Dia: livre para atividades opcionais
                    o Sugestão de passeio opcional - dia: Monumentos Islâmicos ou Festival Ahlan wa Sahlan.
                    o Sugestão de passeio opcional – noite: Show de Som e Luzes nas Pirâmides.

Noite: SHOW – mostra de dança, competição e show; banda ao vivo. Bailarinas de cinco continentes do FESTIVAL AHLAN WA SAHLAN.
                    DIA 17 Segunda-feira - Cairo

Dia: livre para atividades opcionais
                    o Sugestão de passeio opcional - dia: Festival Ahlan wa Sahlan.

Noite: SHOW DE ENCERRAMENTO FESTIVAL AHLAN WA SAHLAN – jantar incluído. Uma noite inesquecível com jantar e show com os nomes mais expoentes da dança do ventre no mundo todo. Música ao vivo com as melhores bandas de música árabe.
                    DIA 18 Terça-feira - Cairo
                    o Check-out do hotel.
                    o Sugestão de passeio opcional - dia: Khan el Khalili
                    o traslado à estação de trem do Cairo rumo a cidade de Assuam.
                    o Pernoite em vagão leito primeira classe com jantar e café da manhã incluídos.

                    DIA 19 Quarta-feira - Assuam
                    o Visita ao Templo de Philae e a Represa de Nasser.
                    o Check-in no Cruzeiro.
                    o Almoço incluído a bordo.
                    o Passeio de feluca ou
                    o Passeio opcional à Vila Núbia
                    o Jantar incluído a bordo


DIA 20 Quinta-feira - Assuam – Kom Ombo e Edfu

                    o Sugestão de passeio opcional – Abu Simbel (manhã).
                    o Visita ao templo dos Deuses Sobek e Haroeies.
                    o Visita ao Templo de Hórus
                    o Almoço incluído a bordo
                    o Kom Ombo
                    o Jantar incluído a bordo




                    DIA 21 Sexta-feira - Luxor
                    o Sugestão de passeio opcional: Balão em Luxor.
                    o Visita ao Vale dos Reis, Templo de Hatshepsut e Colosso de Menon.


                    DIA 22 Sábado - Luxor – Hurghada
                    o Check-out do Cruzeiro.
                    o Visita aos Templos de Luxor e Karnak.
                    o Viagem de ônibus até a cidade de Hurghada no Mar Vermelho.



                        DIA 23 Domingo - Hurghada o Hospedagem em resort a beira-mar. Que tal um dia dedicado ao “Dolce far Niente”
                        Mergulho no Mar Vermelho com snorkling.

                        Passeio de Barco com fundo de vidro.

                        Safari no Deserto em quadriciclo.
                        
                        Obs: os 3 passeios opcionais sugeridos deverão ser divididos durante 2 dias.
                         

a beira do Mar Vermelho com águas transparentes e passar um fim-de-tarde em passeio pelo Bazar local? Passeios opcionais sugeridos durante a estadia em Hurghada:


                        DIA 24 Segunda-feira - Hurghada o Hospedagem em resort a beira-mar. Que tal um dia dedicado ao “Dolce far Niente”
                        Obs: os 3 passeios opcionais sugeridos deverão ser divididos durante 2 dias.
                         

a beira do Mar Vermelho com águas transparentes e passar um fim-de-tarde em passeio pelo Bazar local? Passeios opcionais sugeridos durante a estadia em Hurghada:
                    DIA 25 Terça-feira - Hurghada
                    o Procedimentos de Check-out, traslado para o aeroporto internacional do Cairo rumo ao Brasil



Todos os passeios inclusos e opcionais poderão sofrer alterações de datas de acordo com a disponibilidade dos locais sem que prejudiquem os itens oferecidos.
INCLUÍDO NO PACOTE:
- Jantar e Show de Abertura do Festival Ahlan wa Sahlan
- Jantar e Show de Encerramento do Festival Ahlan wa Sahlan.
- TODOS os outros shows do festival – mostra de dança, competição e show; banda ao vivo. Bailarinas de cinco continentes do FESTIVAL AHLAN WA SAHLAN.



- 8 noites em quarto duplo no hotel 5 estrelas (Mena House ou similar), na cidade do Cairo, com café da manhã (tipo buffet).
- 3 noites em cruzeiro 5 estrelas com cabine dupla Assuam – Luxor, com pensão completa (café-da-manhã, almoço e jantar).
- 3 noites em resort em Hurghada no Mar Vermelho, com café da manhã (tipo buffet).
- Trem em vagão leito duplo com jantar e café da manhã - Cairo/Assuam
- Traslado de ônibus de Luxor para Hurghada.
- Traslado de Hurghada para o aeroporto internacional do Cairo rumo ao Brasil (viagem será feita ou de ônibus ou avião dependendo da disponibilidade.
- Traslados de ida e volta para aeroporto e estação de trem dentro do Egito.
- Todas as viagens terrestres e os traslados serão em ônibus/micro-ônibus/carro de luxo, com ar-condicionado.
- Assistência no aeroporto e nos hotéis pelo nosso representante local.
- Todos os passeios descritos no roteiro e suas respectivas entradas – exceto os descritos como opcional/opcionais.
- Refeições descritas como inclusas.
- Show dos Dervixes.
- Visita à fábrica de papiros
- Visita à fábrica de alabastro
- Visita à fábrica de tapetes e visita à fábrica de essências – visitações sujeitas a disponibilidade de tempo durante a programação.
- Guia falando português durante todos os passeios.
- Assistência de nosso representante local.


NÃO INCLUÍDO NO PACOTE:
- Custos de visto e passaporte.
- O voo internacional e suas taxas.
- Seguro saúde obrigatório.
- Inscrição para o pacote de aulas e taxa para dançar no festival Ahlan wa Sahlan.
- Nenhuma outra refeição que não esteja especificada no roteiro acima.
- Nenhuma bebida nas refeições descritas como inclusas.
- Gastos com frigobar, lavanderia, telefonia ou qualquer outro serviço não descrito neste roteiro.
- Gastos com despesas médicas de qualquer tipo.
- Gorjetas para maleiros, carregadores, camareiros, motoristas, garçons e guias.
- Nenhum outro passeio que não esteja especificado no roteiro acima.
                        Note que as seguintes visitas extras têm ingresso em separado e não constam no pacote: o Visita opcional à tumba de Tutancâmon – Vale dos Reis
                        o Visita opcional ao interior de 1 das pirâmides – Pirâmides e Sakahra
                        o Visita opcional à Sala das Múmias – Museu do Cairo
                         


- Passeios não inclusos nos pacotes identificados como “opcional/opcionais”
A Excursão possui diversas opções de passeios opcionais, disponíveis conforme o tempo e disponibilidade do grupo. Dias e horários serão informados/confirmados na chegada ao Cairo.
VALOR TOTAL U$2.500,00
Todos os preços foram dados para quarto duplo, caso a excursão não consiga um par para o viajante, é responsabilidade do mesmo pagar a diferença para o quarto single.
(Valor Total com acomodação SINGLE – U$3070,00)
(Valor acima para grupos de 10 pessoas no mínimo)
Consulte-nos sobre pagamento parcelado no cheque ou boleto bancário. Reserve já sua vaga: taxa de reserva US300,00.
A taxa de reserva será abatida do valor do pacote.
Em caso de desistência a taxa de reserva não será reembolsada.
Política de cancelamento:
Para cancelamento, o contratante deverá avisar com a maior antecedência possível por escrito. Ainda assim, deverá pagar multa de 20% do valor total para cancelamentos entre 90 e 61 dias antes da data de Check-in no Cairo; 50%, entre 60 e 31 dias antes da data de Check-in no Cairo; não haverá reembolso para cancelamento a partir de 30 dias antes data da partida.
Em caso de cancelamento por conta do contratado, o valor total pago será reembolsado, inclusive a taxa de reserva.
Confira algumas opções de passeios opcionais: CAIRO:
Passeio
Som e Luzes nas Pirâmides (Cairo)
É um espetacular show de som e luzes nas pirâmides de Gizé.
Você vai apreciar a história dos antigos egípcios começando pela esfinge guardiã da cidade dos mortos e conhecendo a história da construção das pirâmides relacionadas a personalidades do antigo
U$70,00
(MÍNIMO DE 2 PESSOAS)
informações 
lulu@centroculturalshangrila.com.br


Quase chegando ao ponto de ser uma boa idéia!




Este ano completo 51 anos e já andei dizendo nos meus grupos de  dança que temos que ter um momento muito especial, de mulheres, quando isso acontecer
Anotem na agenda 26 de setembro de 2017!

Quando iniciei meu caminho nesta dança, tinha apenas 17 anos, me sentia adulta, e preparada, mas mal sabia eu o que a vida me reservava!
Tanto tempo depois, 8 gestações, 5 filhos vivos e comigo, segundo casamento _ a melhor coisa que me aconteceu depois de meus filhos _ e a dança como minha vida, me sinto abençoada!

Nunca imaginei que poderia criar todo um caminho apenas calcado neste amor que começou com minha primeira professora Shahrazade (Madeleine Skandarian) !


Nos primeiros anos com a dança, treinei muito, dancei ainda mais, e em minha primeira casa, pude perpetuar o desejo de crescimento e estudo, que depois trouxe para minha segunda e definitiva morada que é Shangrila.

Saibam ou não as bailarinas mais joven, que hoje em dia prestam pré seleção, que todos os critéiros foram criados por mim, pensando exatamente numa análise que pudesse ser detalhada o suficiente para orientar, aquelas que como eu, fazem da dança sua vida!

Evidentemente o atual proprietário da minha primeira casa, eliminou do site toda a história real, mas a realidade existe e o virtual é apenas o que queremos passar então as provas da dança se mantém vivas, independente dos desejos pessoais de terceiros!



Que eu possa celebrar esta idade tão simbólica ao lado de pessoas do bem !

quarta-feira, 12 de março de 2014

Sibéria 2014 - Impressões

Impressões sobre a Sibéria
Minha imaginação não tinha elementos para fixar uma idéia do que seria esta parte do Mundo. Ligava o nome do lugar, a uma área inóspita, e perfeita para prisões que não permitissem a fuga, simplesmente porque fora da prisão os fugitivos morreriam rapidamente.
Era isso o que eu pensava. Frio, deserto e hostil.
Lago Baykal, um dos lugares mais lindos que já vi na vida!

Claro que a realidade é sempre diferente da nossa fantasia, e dei de cara com uma cidade grande, e muito ativa, apesar de não me parecer nem um pouco atrativa no primeiro contato.

Os prédios estão por toda parte, pelo menos por onde eu estive, e é difícil estabelecer diferença entre eles.
Herança do comunismo, e da necessidade de apagar qualquer resquício que fosse da diferença social entre as pessoas, talvez, o caso é que pra mim tudo parecia muito linear e cinza...muito cinza.

Neve por toda parte, pois por lá o inverno só termina mesmo por volta do final de Abril, e quando cheguei a temperatura era de – 10, o que para as siberianas, é quentinho!!!
Meus lábios racharam imediatamente, sem se importar com o batom que eu insistia em passar direto. Não tive nenhuma vontade de sair e explorar a cidade, pois o frio era tanto que depois de 2 minutos na rua, o que eu queria era voltar para dentro do flat e ficar quietinha...

O flat, tinha uma mistura de cores, que deixaria maluca até mesmo a mulher mais inusitada em combinações. A cozinha era laranja, choque, as cortinas do quarto e o teto lilás, e o banheiro azul e branco....fala sério!!
Eu podia fazer meu nescafé a qualquer hora, tinha yogurte e algumas frutas, então pelo menos de fome eu não morria...

No primeiro dia de jet lag, não fui capaz de fazer nada
No segundo dia, já tinha trabalho , 4 horas de julgamento em competição e foi uma experiência muito interessante. Diferente das bancas do Brasil, onde não se discute nada posterior as notas, e a decisão final nunca é da banca, lá tudo é diferente.
Depois das notas serem somadas, e termos um resultado numérico final, as pessoas que compõe a banca, juntas discutem o 1º 2º e 3º Lugar, e não necessariamente as notas é que fazem a diferença. Claro que um 1º lugar indiscutível não oferece margem a dúvidas, mas até mesmo com isso tivemos algumas conversas, pois em alguns casos, haviam empates.

É tudo tão transparente e correto, que passa a valer a pena participar de competições, pois pelo menos, vc tem acesso a tudo, e sabe exatamente o que determinou a decisão da banca, na final.
Fui procurada por algumas bailarinas, em virtude de meus apontamentos, e foi maravilhoso ter a chance de dizer o porque desta ou daquela nota, e depois encontra-las na aula, dispostas e experimentar algumas das coisas que eu havia proposto.

Claro que tive uma tradutora comigo tempo integral
Nastya ( Anastacia ) foi meu anjo o tempo inteiro, para comer, para julgar, para dar minha opinião , ela foi minha voz enquanto estive neste lugar.

Numa das noites , não consegui dormir de jeito nenhum e fui ligada direto por quase dois dias. Naquela noite descobri diversas bailarinas russas que ainda não tinha visto e acabei fazendo uma lista de performances que me impressionaram muitíssimo. Logo a lista vai estar na corrente do bem!

Minha organizadora foi incrível e sua família, é como uma ancora bem vinda em sua vida. O pai e a mãe, sempre presentes, trabalhando como loucos para o festival e para a dança.
Na noite do show tivemos um jantar somente as bailarinas convidadas, e eles, e foram horas inesquecíveis. Um encontro intimista, com boa comida, e muitas estórias compartilhadas. Para Luana, o momento prévio da despedida, é sempre um ritual, e cada um presente, tem que dar seu testemunho ou impressões sobre os últimos dias...bom para encurtar o assunto todos se emocionaram em sua vez de falar, e não fui a única com lágrimas nos olhos ...

É muito bom poder compartilhar a dança desta maneira, com pessoas que são tão apaixonadas por isso, que excedem os problemas que costumam nos assombrar...e transcendem além disso

Obrigada Luana Ptukha, Tatiana, Anna Borisova, Anastacia e Vilenna Shamarkan. Aquela noite vai ficar para sempre comigo!

quinta-feira, 6 de março de 2014

Primeira formação Cia Lulu - 2009 - queridas para sempre!





Tenho saudades desta época

A escola no novo endereço ainda era bem nova, e todas estávamos nos acostumando a ter mais espaço e um ambiente todo dedicado a dança.



Muitas daquelas que começaram conosco, mudaram radicalmente de vida, e algumas até deixaram a dança de molho.

No caso deste grupo, a maioria permaneceu e até hoje pratica, ou até mesmo trabalha com ela.



Millah Marcucci, hoje mora na Inglaterra, Flavia Paradela é terapeuta, mas ambas serão para sempre bailarinas

Lia Takata e Kelly Rodrigues, estão ativas e muito presentes em Shangrila

Paula Trigueiro é uma de nossas mais novas professoras.



Só tenho a agradecer!

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Cigarra ou Formiga? Eis a questão!





Impressionante, como o que reverbera mais onnline é sempre algo que carrega uma energia que não é das melhores.

Ontém, vivendo pela centésima vez uma situação que já assolou muitas professoras de dança mas especialmente costuma criar problemas para as pequenas empresárias da dança, decidi me colocar sobre uma situação real, com uma pessoa real, que tomou atitudes socialmente incorretas.

Vivemos num meio formado em sua maioria por escolas pequenas, que sobrevivem, parcamente, com ajuda de amigos, família e quem mais aparecer por perto para dar uma força.
Poucas escolas de dança Oriental alcançam   a estrutura de uma pequena empresa, com todas as responsabilidades que isso acarreta. Funcionários, impostos, custos fixos altos e que não desaparecem com carnaval , natal e copa do Mundo.
Nesta teia da informalidade, vale tudo!

Buscando por algo que me trouxesse um vento fresco hoje de manhã decidi ouvir o Podcast da Sala de Dança...e não escolhi o atual mas um que saiu há algum tempo atrás.
http://www.saladedanca.com.br/
o endereço para quem ainda não conhece!!!

Escutando  o episódio  sobre Ética e Moral - onde vc se encaixa?, me dei conta de algo que ainda não tinha  ficado claro para mim.
Ouvir sempre traz novas reflexões e por vezes nossos valores estão mesclados com conceitos e nem percebemos. O que ficou para mim...

Moral é aquilo que está tão enraizado dentro de nós, que rege nossas ações mesmo quando não há qualquer chance de sermos descobertos. Decidimos não fazer coisas que não cabem em nossa forma de ver a vida e o direito nosso e do outro. De certa maneira, é o que vivenciamos desde pequenos e o que aprendemos no seio da nossa família, eternizado em nosso corpo e mente.

Ética - é diferente, seria a  forma como nos conduzimos para poder viver melhor em sociedade, sabendo que nossas ações vão reverberar nos outros e por isso tomamos alguns passos específicos para evitar o prejuizo do outro e nosso próprio. Mas este pensamento se vira para o coletivo, não é mais algo tão pessoal, mas sim voltado para a comunidade ou grupo onde vivemos.

Uma colocação clara, num ambiente que atinge sim muita gente, mas que ainda é meu por direito, criou uma avalanche de resultados. Os ataques que recebi vieram sem muito refinamento e absolutamente grosseiros, de pessoas várias, algumas inclusive que conviveram anos comigo, e que mantém externamente a política da boa vizinhança , mas num momento  como aquele o que tem a mostrar mesmo o são os dentes!Ok todos nós somos animais no final das contas, a única diferença é nosso nível de evolução!

Sempre que escrevo algo que é importante para mim tomo o cuidado de ser direta, não gosto de sujeito oculto, não acredito nisso a não ser para a gramática da Lingua Portuguesa. Este é meu canal, comunicar, dizer, escrever. Não sou adepta, de fazer de  conta ou fingir que não vi algo, quando a verdade é mais clara que dia de sol na neve.

Então quando chego no meu limite, escrevo. Ah vc deveria tratar disso de forma privada!( Dizem as línguas estrangeiras por aí!)
Aos abutres de plantão, viva o que eu vivi, ria o que eu ri, chore também, e passe por tudo, aí vc pode decidir para VOCÊ  o que fazer!

Muito fácil falar sem citar nomes, e aí então escrachar solenemente a pessoa que é o alvo da piada, sem o menor pudor ou respeito.
Afinal estou atrás do anonimato do sujeito, ao não citar o nome, me protejo e me ancoro na covardia das palavras.
Seria maravilhoso se tivéssemos a chance de escolher quem fica e quem não fica ao nosso lado desde o primeiro contato.

Que tal se ao se aproximarem de nós, as pessoas já sinalizassem o que são de fato?

Isso evitaria que compartilhássemos nosso espaço, físico, emocional e social , com seres que não trazem nada , apenas sugam e depois destroem o que ficou para trás!

Mas evidentemente isso não recebe nenhum nome ruim certo? Falar pelos cotovelos sem nenhuma prova, e trocar figurinhas online, sem necessidade alguma de um fato real que corrobore as acusações é um comportamento aceitável?E o que dizer da pessoa que conversa com você de forma respeitosa até mas que online faz questão de manter o esnobismo e o suave desprezo como tempero principal?

Em alguns momentos a sensação é mesmo de que o nosso mundo - pelo menos este Universo pequeno e multi facetado da dança Oriental - está mesmo perdido.

Ainda existem sonhadoras de plantão, que não não baratas sem coração, e nem ratos anestesiados, e por isso reagem.
São estas pessoas que fazem o que ninguém quer fazer, são elas as taxadas de patsas pois acreditam que é possível um caminho do meio, acreditam que é possível compartilhar, e respeitar o diferente, sem ferir o outro.

Pessoas que como eu, estudam até hoje, pagam por aulas, dão créditos aos professores que lhes ensinaram, e continuam buscando por respostas. Mudam de idéia e recompõe suas explicações.
Mulheres comuns, algumas tem filho , outras não, mas todas sem exceção abraçaram um causa que toma delas muito mais do que 3 horas por semana.

Para estas loucas formigas trabalhadoras, existe um exércíto de cigarras, cheias de opinião.
A formiga é incansável, limpa chão , faz evento, faz comida, cuida de criança ou de seus gatos, cachorros dança, ensina e etc!!
 As cigarras tem tempo de sobra, para falar do outro sem olhar para si. Aproveitam a vida, dançam sem muito compromisso, pois afinal ninguém depende delas.
A formiga é coletiva, a cigarra individualista.
A formiga sabe que o conjunto faz a força a cigarra, vai pensar na força necessária na hora em que a necessidade aparecer.

Então para aquelas que tiveram paciência de ler até este ponto, eu penso mais uma vez que o grande caminho é entender os nossos porques
Quem eu sou, e onde me encaixo.
Tenho moral, mas qual é a trilha que considero como minha Ética?

Como diz Valéria Alves, será que sei quem eu sou, e a que vim?
Ou já me perdi no turbilhão de ser o que querem que eu seja dependendo do ambiente onde me encontro como um camaleão perdido , e distante da natureza?


Quem assina aqui é , a louca bipolar descrita por antigas parceiras de dança, que precisa de Prozac, mas não toma pois faz mal a saúde, tem comportamento adolescente, pois uma parte de mim será para sempre jovem!
Podem falar a vontade, sim tenho 47 anos, danço , ensino, vivo, choro e me descabelo mas sou sincera...
Artigo raro que talvez em poucos anos, se transforme em antiguidade, talvez suas filhas ou filhos, nunca tenham a chance de entrar em contato com isso!!

Fecho com as palavras de uma pessoa muito especial, que sempre traz luz por onde passa
Patrícia Dib
Hoje de manhã :

Somos frutos de nossas próprias escolhas...temos direito de fazer o errado mesmo sabendo que poderiamos ter escolhido o certo...me derrubaram!!! Mas já estou de pé...ontem tive um encontro com meu passado e consegui espiar meu futuro...decidi então que no presente não mais sentarei diante de alguns seres que convivem  no mesmo espaço que eu, sei que não sou gigante,mas se sentada eu incomodo espere pra me ver de pé...


Boa tarde a todas nós, e que possamos arcar com o peso de nossas ações assim como nossas palavras!