quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Quando queremos criar nosso próprio universo!

Esta imagem foi um dos presentes da semana, Andre Elbing, meu amigo e também fotógrafo, estava na Alemanha e pode fotografar o evento onde eu me apresentava.... é tão bom ter uma imagem real e atual para poder ilustrar nosso trabalho!!

A capacidade de criar e suas teias!

Imaginação é algo engraçado, pode ser usada para o bem e para o mal.

Pense na situação da namorada ciumenta, ela começa a enxergar em cada pequeno passo de seu amado, uma pista incontestável de que ele a está traindo...e olha que para tirar da cabeça desta menina que aquilo não é verdade, nem missa de galo resolve.

No final das contas, o tal do namorado até resolve dar uma escapadinha para fazer verídicas as afirmações de seu amor inconstante.
Acredito mesmo que algumas pessoas são capazes de executar auto sabotagem em suas vidas, sem perceber isso.

Criam para si mesmas uma realidade paralela, sobre a qual constroem estórias, plenas em detalhes, que então são passadas para as pessoas de seu convívio, que despreparadas para a engenhosa criação, acreditam no discurso e o usam também como fato real.

Será que sou a única a encontrar um destes criadores de universo paralelo na vida real?

Vc já encontrou alguém que acreditava tanto em sua própria ilusão, que nada poderia demover a pessoa de sua crença?

Acho mesmo difícil encontrar a justa parte, quando temos que encarar nossos próprios erros e admitir nossas falhas, o ser humano por osmose, tenta se proteger das situações delicadas e dolorosas, mas até onde vai o limite saudável de nossa proteção - ou auto defesa?

Não tenho a resposta para esta pergunta, assim como não tenho para muitas outras, mas espero que um dia eu ainda seja capaz, de vislumbrar quando encontro um desses criadores, criativos e fantasiosos, para que eu sim, possa me proteger de suas estórias, e assim resguardar minhas próprias emoções.

Se tem algo que ainda não fui capaz de desenvolver, e neste ponto de minha vida nem quero, é o amargor daqueles que por serem magoados, passam a magoar, antes que o risco se torne real...
Então aqui estou, sempre crente, de que o que me dizem é verdade e que o mundo pode sim ser cor de rosa, e nem tudo está perdido

Boa semana a todos
Beijos

5 comentários:

-- ArellaFarah -- disse...

Linda DEMAIS... inspiração pra todas as dançarinas!

Carol Murad disse...

"Vc já encontrou alguém que acreditava tanto em sua própria ilusão, que nada poderia demover a pessoa de sua crença?"
As igrejas neopentecostais caça-níqueis estão cheias de gente assim, por isso prosperam.

Estela Cauri Torres disse...

Lulu, criar universos paralelos serve para fugirmos de realidades dolorosas, e muitas vezes a realidade que criamos magoa outras pessoas. Estou vivendo exatamente isso. Uma pessoa que eu amo inventou uma situação, e não quer nem saber o que pensam as outras pessoas. Seu texto me deu um alívio por saber que não estou sozinha nesta árdua tarefa de entender o universo paralelo de outra pessoa. Obrigada.

Anjo Negro disse...

Criamos nossa prória realidade, subreptciamente.Aos poucos, vamos materializando nossos sonhos (ou pesadelos, no caso das ciumentas paranóicas) em realidade.Somos tecedoras de nossas teias e colocamos a culpa em outras aranhas....

beijos, linda foto!

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Adorei o texto! Além de dançar lindamente, ainda escreve bem...

Sobre a pergunta:
"Vc já encontrou alguém que acreditava tanto em sua própria ilusão, que nada poderia demover a pessoa de sua crença?"

Resposta: Já, eu mesma em alguns momentos, rsrs...
Mas se você está convivendo com alguém assim, que criou um universo paralelo, acho que muitas vezes a própria pessoa deve ter alguma noção ou pelo menos desconfia que está fazendo isso...
A gente conhece os nossos defeitos ou pelo menos tem uma leve desconfiança deles, mesmo que não reconheça, rs...

Bjus